quarta-feira, 23 de março de 2011

I'm sorry

Tudo começou com uma simples brincadeira, um passatempo qualquer, que eu não tinha a menor intenção que tomasse à proporção que tomou que se tornasse real, mas as coisas fugiram do meu controle, quando vi tudo havia ido longe demais e já era tarde pra voltar atrás e mudar as coisas.
Você apareceu de uma maneira tão cativante, tão frágil e infantil, o tipo de pessoa que se tem vontade de colocar no colo, ninar e proteger, e eu no auge de minha profunda crise com meu “eu”, não consegui resistir aos seus “encantos”.
Eu quis cuidar de você, eu quis te fazer crescer, e modestia a parte eu te fiz amadurecer tanto, embora tudo tenha sido baseado em mentiras atrás de mentiras, e o fiz sem o menor escrúpulo; fiz falsas promessas, falsos juramentos; e você acreditou, acreditou em tudo, em cada palavra que eu estava fazendo, eu não tive mais coragem de mudar.
Eu fui covarde e sem caráter, continuei a construir mentiras e a fazer promessas que sabia que não iria cumprir, e a pior delas foi ter prometido que nunca sumiria, e mesmo sabendo de todos os teus traumas, eu covardemente fugi, sumi de repente de sua vida, exatamente como da outra vez.
Mas entre tantas mentiras e palavras jogadas ao vento, há uma coisa, uma única coisa que em momento algum foi mentira, eu disse que jamais esqueceria você, e essa foi a mais pura verdade que ouviu de mim, nem que eu queira, eu não consigo, você ainda habita em minhas lembranças, de modo que não poderia ser diferente, você ajudou muito um momento difícil pelo qual eu estava passando, você despertou muita alegria e felicidade em mim, você fez uma grande diferença em meus dias.
Você vai sempre estar gravada em minha história, e eu sei que mesmo com tudo, eu fiz diferença pra você, e sempre estarei em tuas lembranças também.
Eu sinto muito por ter te decepcionado tantas e tantas vezes, e no final, agi ainda pior, mas não podia ser diferente diante de tantas mentiras, eu não poderia mais continuar com isso, não era justo, eu tinha que acabar enquanto ainda era tempo, eu me perdi em minhas próprias mentiras, e tive que assumir as conseqüências, todas ruins, mas era preciso, espero que algum dia possa me perdoar, mesmo que jamais volte a me ver.






Meus leitores mais lindos, eu estou realmente de volta agora, prometo que todos os dias terá um post pra vocês, nem que seja bem pequenininho, mas terá.

12 escreveram aqui:

paradigmas universal disse...

Construções vazias da alma, não se desculpe se nao sabe o quão profunda foi a ferida.

Poison-Mandy FPB disse...

Nossa, que lindo texto. Parabéns!

Estou te seguindo e espero a sua visita.

Grande bjo!

http://poisonmandyfpb.blogspot.com/

Jefferson Reis disse...

Quanta convicção sentimental. E tudo jogada no lixo. Sei como é isso de sentir que não pode deixar de sentir, de desejar perdão, ao menos.

Barbara Nonato disse...

Nossa! Já fizeram isso comigo...
Tua narrativa é excelente, parece que eu estava em cada linha, 'sentindo' junto com o texto. Tudo tão perfeito que a leitura se torna extremamente gostosa mesmo.
É muito ruim quando descobrimos que relacionamentos foram vazios. O pior é a parcela que sobra deles.
Desculpe comentar, mas esse comentário aqui em cima... Aff! Todo texto pra ele tem defeitos, com exceção dos deles.

Manfio disse...

Me vi nesse post, lembrei do meu primeiro relacionamento mais sério.
Levado e baseado em falsas promessas e falsas juras de amor, acabou de maneira triste, mas nunca esquecerei.

Marcus Alencar disse...

Eu li agora há pouco em um comentário de um outro blog algo que o seu post me fez lembrar. Dizia que se você ama alguém, não o escravize, deixe voar. E digo o mais, se for pra ser seu, voltará algum dia.

Monique Premazzi disse...

Mentir é a pior coisa que existe, ainda mais sobre sentimentos, no final acaba sendo ainda pior fugir do que fez do que contar a verdade. Só que poucas pessoas são corajosas o suficiente para isso, o que é uma pena.

É bom que a senhorita post todos os dias mesmo, ok? Cortar seus dedos ainda está de pé, some pra você ver! KKKKKKKKK Brincandeira. Gosto muito do seu blog amiga, você escreve muito bem *-* É uma alegria ter você de volta.

Beijinhos e se cuida s2

MikaelMoraes disse...

Muito legal o blog
interessante o post
vc está de parabéns
vlw
<>
visite-nos e comente tmbm
gostando siga e avise que retribuiremos
se seguir deixe o aviso no comentário
deixando o seu link para retribuirmos
<>
grato
<>
http://mikaelmoraes.blogspot.com

Jaynne Santos disse...

Que cafajeste!
Acho que nada explica as atitudes desse personagem que narra. Atitudes ifames, covardes. Ainda vem com o papinho de que nunca a vai esquecer. De que serve para ela as lembranças dele se no peito dela a dor continua do mesmo jeito, devastadora?

Bem , mas essa foi uma critíca apenas ao personagem. Gosto do jeito que você escreve. Haha.

Grande beijo;

Mαy Mαccαri. ツ disse...

Nossaaaa! Ameei suas palavras :)

anycrue disse...

adorei o texto.. sem palavres ^^ parabéns

Pamela Dal'Alva? disse...

sinceramente destesto isso .. quando a pessoa ama ou fala q ama .e quando da fim, tem a cara de pau de dizer q nunca vai esquecer ou q a ama ou coisas do tipo.. recentemente fizeram isso cmg .. s ele tivesse na minha frente, nao responderia por mim .. ^^

Postar um comentário

Opiniões, elogios e críticas construtivas, são sempre bem-vindas.
Se vier com xingamentos o seu comentário nem irá ser aceito -dik
Não comente "Lindo", "Parabéns!", "Bom!", e coisas do tipo, tenha a dignidade de ler o texto e fazer um comentário decente, por favor!
Voltem sempre ;D