quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Flash Back

Incrível como depois de tantos anos algumas coisas continuam as mesmas; todos dizem que com o passar do tempo, tudo muda, e de fato, isso é o que acontece com a maioria das coisas e pessoas; mas então chega um dia em que você percebe que aquela minoria, aquela pequena coisa, simplesmente não mudou... Continua como sempre esteve.
Esse dia então chegou para mim, e essa pequena coisa imutável me veio de onde era certamente de se esperar. Com 17 anos, agora, ao estar na cama, deitada ao lado da minha mãe, e adormecer com a mão dela na minha, uma onda de lembranças inundou meu coração, e naquele momento, naqueles poucos instantes eu me permiti esquecer de tudo que me rodeava, de todos os problemas e preocupações, naqueles poucos minutos eu me senti novamente como uma criança de 5 anos, eu deixei meu coração e minha mente me trasportarem há 12 anos atrás, e senti a paz, a pureza, a inocência, daqueles dias percorrendo cara ligação do meu corpo.
Então, aninhada aos braços dela, como se fosse uma pequena criança indefesa, eu me senti protegida, eu senti que naquele momento nada poderia me atingir, porque eu estava ali, no meu refúgio, no meu lugar, porque eu não tinha o que temer, eu não tinha com o que me preocupar...
Mas, a realidade me deu um choque, me fazendo acordar, me fazendo despertar do meu momento de ilusão... Ao mesmo tempo que foi dilacerante ter que me recordar que aquilo não passava de um mero momento de ilusão; foi também confortante, me fez perceber que não importa quanto tempo, 5... 10... 12... 20... anos, o meu refúgio vai estar ali, eu vou ter onde me acolher quando eu quiser voltar a ser aquela criança de 5 anos, apenas, de novo.
E quando eu não o tiver mais? Quando meu refúgio se for? Ele não se vai, nunca! Eu vou encontrar em cada lembrança o conforto desses braços que sempre me acolheram e acolhem; porque dentro de mim, ela sempre estará viva, para todo o sempre. Eu reencontrei então, o meu refúgio feliz.


Aos poucos vou voltando a postar aqui meu leitores lindos, não irei abandonar vocês completamente, nem que eu quisesse fazê-lo, não conseguiria tal feito.

3 escreveram aqui:

Naty Araújo disse...

Ahh, Chris, tão magnífico esse amor.

Adorei.. amor de mãe a gente nunca esquece e nunca deixa pra trás, não mesmo.

Beijos

BrilhosGifs.com disse...

Olá! Gostei muito do Seu Blog! Parabéns!
Já estou te seguindo, e aproveitando para divulgar
os meus sites...
Abraços!
Siga-me,
Tem sorteio de Natal por lá!
http://www.martas-bgfs.com
http://www.brilhosgifs.com

Daniella Jennings disse...

Te dei um selo de qualidade, confira: http://daanizete.blogspot.com/2010/12/selo-de-qualidade.html

Postar um comentário

Opiniões, elogios e críticas construtivas, são sempre bem-vindas.
Se vier com xingamentos o seu comentário nem irá ser aceito -dik
Não comente "Lindo", "Parabéns!", "Bom!", e coisas do tipo, tenha a dignidade de ler o texto e fazer um comentário decente, por favor!
Voltem sempre ;D