sexta-feira, 23 de julho de 2010

Direito à vida

Falar sobre o aborto é realmente delicado. Há os que apóiam o aborto, os que apóiam apenas em caso de estupro, e ainda há quem seja totalmente contra. E eu faço parte das pessoas que são totalmente contra.
Acredito que qualquer que seja a hipótese a criança não tem absolutamente culpa nenhuma, e não pode pagar por um erro ou um “acidente”.
E então me perguntam “Como você é contra o aborto em caso de estupro?”, me julgam por isso, mas como eu posso ser a favor de algo que está acabando com uma vida? A criança não tem culpa de nada do que aconteceu, claro, podem dizer que a mãe também não, com toda a certeza, mas pagar com a vida de alguém completamente inocente, que é apenas um minúsculo pedaço de gente, não é justo, não é algo que esteja dentro do meu conceito de aprovação. E então, mais uma pergunta surge na cabeça de vocês nesse momento, “Como essa criança vai viver com essa marca na tua vida?”, e então eu quem pergunto, pra que existem mães? Se as mães existem para proteger seus filhos, como ela vai matá-lo? E mais perguntas surgem, “Como a mãe vai olhar para a criança e não se lembrar de como ela passou a existir?”, psicólogos, existem para que? E muitas outras perguntas surgem para tal defensora de “totalmente anti-aborto”, e se necessário, respondo a todas, sem exceção. No entanto, ainda sendo contra o aborto mesmo nesses casos, é um tanto quanto aceitável quando decidem abortar por isso, apenas por isso.
Um pequeno ser humano, que nem ao menos sabe o que é, tem o direito à vida e jamais teria que pagar por erros, acidentes ou loucuras de qualquer pessoa, podem existir um, dois ou três culpados, mas jamais fazer um bebê pagar por isso.
Já pararam pra pensar o quão frio é isso? Essa criança não pediu pra nascer, essa criança não pediu para vir ao mundo, então não a mate, não a puna.
O mais incrível de tudo isso é saber que alguém ainda consegue deitar a cabeça no travesseiro e dormir tranquilamente depois de ter matado alguém, depois de ter matado uma pessoa que nem sequer teve como se defender de tal crueldade.



Eu sei que assim que terminarem de ler esse texto, muitos julgamentos virão, e acho que assumi esse risco ao expor essa opinião sobre esse assunto que é realmente difícil de se tratar, mas assim como você tem a sua opinião, eu tenho a minha, então... Citei sobre as perguntas ali em cima, então, se tiverem perguntas em relação a essa minha visão, podem perguntar, que eu vou responder.

14 escreveram aqui:

@maylcaps disse...

aa que blog lindo e o post mt bom

stupid dreams disse...

é muito complicado fala sobre o aborto eu sou contra apenas no casos de estupro que é bem mais sofredor

- уαsmin sales disse...

é o aborto ainda é um caso polêmico. bem, a minha opinião é a seguinte: é claro que não sou a favor da morte de uma criança. porém eu acho que isso é muito relativo. sou a favor sim do aborto relacionado a estupro. acho que não é nem um pouco justo com as vítimas gerar um filho indesejado de uma pessoa que te forçou a ter relações sexuais de uma maneira tão violenta. não sou a favor do aborto, mas quando ele é realizado nas primeiras semanas de gestação o ''feto'' que ainda nem é feto, não sente dor. acho que o pior do que abortar, é gerar uma criança para largar no mundo e daqui a alguns anos ela está matando, roubando...
de qualquer forma, sou contra também as pessoas que abortam como se fosse uma coisa natural, para evitar a gravidez indesejada existem métodos para isso como a camisinha e os anticoncepcionais. enfim é isso. parabéns pelo blog.

Rosana :) disse...

Complicado falar desse assunto. Considero o aborto,um assassinato silencioso.Sou a favor nos casos de estupro,mas ainda assim considero tal fato uma covardia.
;)
parabens pelo blog e pela clareza de suas opiniões.
um abraço...

paginasdeumvelhocaderno.blogspot.com

Garotas estilosas ! disse...

Entao, isso é muito complicado cara, eu sou afavor do aborto se tipo, estrupam uma menina de 13 anos e ela fica gravida, e ai ? Nao da cara, com 13 anos voce ja vai ser mãe ? :x'

Juliete Souza disse...

Sei que como qualquer assunto em questão, há as pessoas que aceitam e as que não aceitam. O aborto é um assunto bem complicado para se resolver. Surgem sempre diversos problemas com relação a isso... Mas eu realmente estou contra o aborto, a criança não pediu pra nascer, muito menos pra morrer.
Gostei muito do teu blog...
Passa lá no meu depois...
http://cordrosachiclete.blogspot.com

Gabe Candido disse...

Não concordo com a sua opinião, mas o texto está muito bom.
:D
Bjs

Isabela Branco disse...

sou a favor apenas no caso do estupro. Falar, e escrever se torna muito fácil, mas somente qum passou por isso sabe o quão difícil e doloroso olhar pra uma criança, lembrar de todo o sofrimento. Imagina o que deve ser pra uma mãe ter receio do próprio filho?

Thaís Dantas disse...

Adorei a sua coragem de expressar sua opnião sobre um caso tão polemico, concordei em algumas partes como ''Se as mães existem para proteger seus filhos, como ela vai matá-lo?'' mas discordo de ser totalmente contra, mas claro eu nunca farei isso, pois não quero ser uma assassina de um milagre, mas se outras pessoas têm coragem deixe que as fazem pois cada um cuida da sua vida, essa é minha humilde opnião.
ADOREI seu texto +_+ me fez refletir bastante, hoho.
te sigo +_+

Anne ." disse...

Oiii flor! primeiramente obrigada pelo comentario no meu blog! esse teu post me chamou mta atenção aborto sempre é um assunto polêmico..e eu não concordo com ele..^^ nimguem tem direito de tirar uma vida.. nem quando ela ainda está se formando..mais aii ainda é uma vida! Só Jesus tem esse poder! de tirar de dar.. de ferir de curar!
tudo está nas mãos de Deus!

lindo blog!

http://nuvenscoloriidass.blogspot.com/

Gabriela Castanhari disse...

AMEI O BLOOOG *.*

segue se quiser : http://cravoecanelagabriela.blogspot.com/
beijos

CAMYS disse...

Eu acho que a mulher tem o direito sobre o seu corpo, isso incluí, ela mesmo se permitir a dar a vida ou não. Contudo, esta é uma decisão que deve ser ponderada visando acima de tudo, a vida que no caso ela carregará ou esta carregando. Ou seja, por mais que uma mulher deseje ser mãe, se não tem condições psicológicas e financeiras pra isso, a sociedade deve rever essa questão do aborto.

www.teoria-do-playmobil.blogspot.com

Iana Ferreira disse...

Eu também não sou a favor, mas em casa de estrupo tudo muda née ?

Franciele Valadão disse...

Sou a favor. Não que que eu concorde nem nada, mas se o aborto fosse legalizado não existiria tanto abandono de menores, quer dizer, as meninas não passariam nas mãos do tais açougueiros. Eu jamais faria um aborto, a não ser em caso de estupro. Penso o seguinte, você já imaginou uma menina de 13 anos que é estuprada e fica grávida ? Ela ainda é uma criança, jamais poderia assumir essa responsabilidade. Eu não concordo e não apoio o aborto, mas acho que se fosse algo legal, não existiria tanto sofrimento ..

Postar um comentário

Opiniões, elogios e críticas construtivas, são sempre bem-vindas.
Se vier com xingamentos o seu comentário nem irá ser aceito -dik
Não comente "Lindo", "Parabéns!", "Bom!", e coisas do tipo, tenha a dignidade de ler o texto e fazer um comentário decente, por favor!
Voltem sempre ;D