sábado, 12 de junho de 2010

Lembrança

Sempre me pego pensando nas suas caras e bocas, nos momentos que tivemos juntos, nas brincadeiras de criança, é só fechar os olhos e sua imagem me vem a cabeça como se você estivesse na minha frente naquele mesmo momento, me lembro de nossas tardes sentados conversando na beira do mar, dos seus sorrisos, cada sorriso era diferente, cada um deles tinha algo mais especial que os outro, e os teus olhares? Impossível esquecê-los, foram eles que me fizeram encantar por você, são eles que agora, ao olhar para trás, iluminam todo o passado, os seus carinhos ainda me fazem suspirar como sempre fizeram, o grave tom da tua voz penetra em meus ouvidos e passeia por todo o meu corpo me fazendo sentir um gostoso arrepio como se estivesse ali me falando ao ouvido agora, o calor do teu abraço ainda me faz fechar os olhos e querer sentir aquilo por toda a vida, querer que o tempo pare naquele momento para que eu nunca mais tenha que deixar de te sentir.
Mas vocês se foi, foi embora sem dizer nem ao menos adeus, e só me restaram às lembranças, as lembranças de um quase amor, ou talvez de um amor não correspondido, o beijo tão dove que ainda me faz delirar nos meus mais profundos insanos devaneios, você se foi da minha vida e eu não pude te impedir, não me deu chance de dizer que eu precisava de você aqui do meu lado, não me permitiu dizer que tudo que eu mais queria era que fosses meu, mas nunca foi, nunca o tive só pra mim, ou eu tive? Se sim, eu nunca soube disso, e pensar dessa forma, me faz pesar ainda mais, porque nunca me disse, porque nunca demonstrou, você sabia que eu te amava, e mesmo assim fingiu que nada acontecia, e mesmo assim continuou agindo como se eu não me importasse com as tuas aventuras, você não se importou comigo, mas eu me importei com você, e ainda continuo me importando com a tua ausência, me importando com o motivo de ter levado você a ir embora sem se despedir, eu viro noites tentando descobrir a resposta para essa questão que martela meus pensamentos noite e dia, mas não a encontro, porque você me dava as respostas, porque só você me fazia entender tudo que se passava dentro de mim, mesmo que eu nem fizesse a mínima ideia do que se passava lá fora, no mundo.
Você soube me fazer sentir a pessoas mais importante do mundo pra você, assim como soube me fazer sentir um nada, mas eu sei, que um dia, eu vou saber, eu vou conseguir agir como se você fosse simplesmente nada para mim.

1 escreveram aqui:

Jorge Lima disse...

Profundo!
Quem foi o idiota que te fez isso eu vou matar ele.
kkk'
Lindo o txt.

Postar um comentário

Opiniões, elogios e críticas construtivas, são sempre bem-vindas.
Se vier com xingamentos o seu comentário nem irá ser aceito -dik
Não comente "Lindo", "Parabéns!", "Bom!", e coisas do tipo, tenha a dignidade de ler o texto e fazer um comentário decente, por favor!
Voltem sempre ;D